m.a.s FEAR SATAN

as canções do m.a.s FEAR SATAN têm seus nomes criados a partir de alguma referência à música, seja ela uma banda, álbum ou canção.
uma outra forma de se criar partindo de algo já existente, mas com conteúdo sonoro original. se a cultura contemporânea é autofágica e afunda em seus próprios dejetos, m.a.s. FEAR SATAN apresenta-se como uma tentativa de mostrar uma alternativa: a criação do novo a partir do velho, mas não tendo este como matéria-prima e sim como inspiração.
criar a partir de uma idéia, um conceito, e não a partir de um produto.
sem samples.
sem remix.

+

"neoísmo conceitual?
se plagiar a obra de outros é o comunismo artístico, o que diria-se da apropriação de conceitos?"

+

"isto sem levar em consideração o resultado de tantas referências: o fomento à exploração musical, a busca pela descoberta de artistas e obras que possuem força de influenciar novas obras de tal forma"




Um comentário:

paula disse...

putz, muito bom!